Seguidores

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

palavras são palavras...




A sensibilidade poética é em mim como que um agasalho,  sou de temperamento poético e de quando em quando a imaginação entra em festa, então resolve brincar  às escondidas com
as palavras quase sempre nostálgicas, outras  são de alegria...que me fazem levitar num ceu só meu, em contrapartida reparto com elas meu precioso tempo, minha intimidade, minha saudade do passado, e tudo o mais que temos em comum. Rio e choro, danço e canto com elas, ocupam-me o pensamento, os sonhos, daí eu pensar que são minhas e não pretender abrir mão delas. Quando dou por mim  solto-as e então viajam até outras almas sensíveis, para seu enlevo...!  Afectuosamente lhes dâo atenção, as acarinham e as consideram de rara beleza.
Como não hei-de morrer por dentro?
Se fico vazia. apenas com a lembrança serena e a saudade tão presente no meu dia a dia? A minha imaginação  fascinada pela poesia, traz-me um novo idílio com as palavras e renasce em mim novamente luz e com simplicidade  transformo-as em versos, vazando neles sentimentos que entretanto volto a partilhar...e assim vou embalando meu tempo....


natalia nuno
rosafogo
net...imag.

4 comentários:

manuel marques Arroz disse...

Embalando o teu tempo e saciando a minha sede de palavras bonitas e cheias de sentimento.

Beijo.

Um 2013 com tudo de bom.

Brígida Luz disse...

Olá, Natália, boa noite :)

Nas tuas palavras deixo os meus votos sinceros de que o Novo Ano
te traga sempre mais e mais a concretização daquilo que as palavas significam para ti, e que tu tão bem transmites neste texto.

Desejo-te (a ti e tua família) muita saúde, paz, harmonia.

Tudo de bom, neste 2013 prestes a chegar.

Um abraço da Brígida

João Videira Santos disse...

Agradeço e retribuo amáveis votos de boas festas desejando as maiores felicidades para 2013

PÈTALA disse...

Olá Natália.
A poesia mora dentro de ti
É a casa ideal para morar
Ela canta dança e sorri
Pois sabe o que é amar!

A poesia não conhece barreiras de espécie alguma. É linguagem universal. Felizes os que a sentem na sua alma! É uma companheira que nos pode fazer felizes, e fazendo outros felizes. A poesia é algo de muito belo! Mais do que todas as pedras preciosas! A poesia do amor é um verdadeiro hino á vida!
Desejo-te um ano cheio de poesia!
Beijos
Pétala- João