Seguidores

domingo, 23 de dezembro de 2012

o sonho e inquietação




por onde andará o sol na imensidão
do céu, agora que a noite cai?
o dia ficou na penumbra e com ele meu
coração.
não se ouve nem um misterioso ai,
tudo é solidão.
caem já gotas de orvalho, vem o vento
murmurante
e com ele vai meu pensamento
errante.

cismei que ouvia a tua voz
que me falavas ao ouvido
deixei-me a sonhar
mas era sonho,
tornado pesadelo dolorido.
será que o sol morreu?
e a noite trouxe a tristeza?
toda a lezíria escureceu
e nem uma estrela acesa.

tanta lágrima saudosa
deixai-a correr... deixai!
tanta mágoa dolorosa
até meu rosto se contrai

e a noite é negra de breu
sinto que o tempo esvoaça
páro a olhar o céu...
e sonho que uma alma gemea me abraça.
mas é sonho, solidão, negro inverno,
que me consome sem piedade...

que nasça de novo o sol
e me devolva a claridade.

natalia nuno
rosafogo
imag- net






2 comentários:

lis disse...

Lindo poema ,
Vim do blog do Fernando(bloguedoreis) e vi lá uma pedacinho da sua poesia deu vontade vir espreitar,
Parabéns pelo talento com as palavras,
e um lindo e Feliz Natal.
* aproveito pra ajudá-la a retirar essas letrinhas que o blogger nos obriga a deixar atrapalhando os comentários`é só ir em Configurações (fica sempre encima do blog) , clicar me Comentários e dizer Nao.
Quem sabe consegue? vale tentar,
deixo abraços

Natalia Nuno disse...

Oi minha querida «lis» grata por teres vindo ler-me, fiquei feliz com tua presença, desejo-te igualmente Bom Natal e um ano novo repleto de felicidade.

SAgradeço por tentares ajudar-me na questão das letrinhas, mas sabes amiga não consigo encontrar as copnfigurações, no entanto vou tentar de novo, vamos ver se consigo.

Beijinho com carinho.