Seguidores

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

flor pendida





como te afundas
coração de menina
em lembranças e luas
de amores e solidões só tuas.
lembranças que a memória espreita
leves, doces, ternas,
que só tu conheces, mais
ninguém suspeita...

a solidão se passeia por ti
deixa-te sonhos apenas,
e aí,
o sossego te invade
mas não te leva as penas,
deixa-te a viver da saudade...

serena te vês,
solitária te deitas
e de lua em lua
tua vida desvanece...flutua!
mais um dia feito
mais uma repetição
a mesma lassidão,
o mesmo nada
a mesma realidade
e o cansaço te adormece
e o sonho se tece!
as mesmas lembranças na mente
repetidas insistentemente,
pedaços de vida
com o odor da juventude
nunca esquecida...

natalia nuno
rosafogo
imagem da net

Sem comentários: