Seguidores

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

sonho fragmentado





minha alma coberta por trepadeiras
- pelo canto do olho
avisto-a magoada,
decidida a não desistir da reclusão
embriagada, perdida e desolada,
ouve os anseios do coração
e olha triste a noite e sua cor

tudo ao redor... é escuro
noite negra e feiticeira,
dormem as flores no jardim
e eu ouço as notícias do mundo
caminhando para o fim.
não posso banir da mente
imagens que fazem sofrer
a vida é sonho de pedra
onde tendo tudo é nada ter.

hoje tenho súbito desejo
de agarrar uma estrela no além
correr p'la encosta vertiginosa
dissimulando que tudo vai bem,
mais um passo na lonjura
mais um instante a não perder,
e esta vontade voluntariosa
de sonhar até a vida esquecer.

natalia nuno
rosafogo
imagem da net




Sem comentários: