Seguidores

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

A LUZ INTENSA DO PENSAMENTO



























A vida passa de mansinho
que nem sei...
se ela passa, ou eu por ela!
Não sei...nem adivinho!
Sinto nela como uma cela
Onde a luz é nebulosa
e a verdade silenciosa.

Mas a luz sempre volta
Com a força do querer
E a vida desabrocha
Já nem penso em morrer.
Nas minhas palavras há,
palavras de despedida,
também nelas
estridem gargalhadas
e gritos de vida.
Pois que apesar de humildes
não se ficam caladas.

Quando me mata a saudade?
Tudo me vem à lembrança
Não tive brinquedo é verdade!
Mas fui verdadeira criança.
Hoje ao ver que a vida passou
Sou...como girassol desfolhado
O que houve não voltou
Mas voltei eu ao passado.

natalia nuno
rosafogo
imagem da net

Sem comentários: