Seguidores

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

AGORA MAIS QUE NUNCA

gale franey,imagensdecoupage.blogspot.com/

Regresso sempre à fonte
Anseio por gozar essa felicidade
Quando o sol regressa ao horizonte
Fecho os olhos e fico na saudade.
Ouço o trinado dos pardais
Deixo-me no gozo desta ânsia
Na ventura que nunca é demais
Esta de voltar à infância.

Por muito má que seja a vida
E ainda que saibamos,
que nascemos para morrer
Que a felicidade seja conseguida
Neste anseio que é viver.

Ainda me alegra a carícia da chuva
Em frente ao arco-íris me extasio
Já o ser mortal? Não me perturba!
Sou as águas melodiosas do meu rio
Canto doce melodia como outrora
Ao céu azul da minha infância
distante.
Volto contente nesta hora
Afogo a solidão do instante.

Voo no vento adolescente
E esqueço o tempo ,
no meu sonho enexistente.
Meu coração a dor pra longe envia
nesta noite negra e fria
porque amanhã é outro dia.

natalia nuno
rosafogo
imagem retirada do blog imagens para decoupage

Sem comentários: