Seguidores

terça-feira, 26 de julho de 2011

OH! SIM RECORDO-TE!



Oh! Sim, recordo-te!
Quando era sempre Primavera
Sinto na minha alma a ausência
Sinto, que meu coração te espera.
Foste fragância dum tempo feliz
Perfume que trazias a hortelã
Eras sonho de mel p'la manhã
Colmeia trazias no peito,
És, ainda agora,
Na memória
um amor perfeito.

Oh! Sim recordo-te
Meu perfume de jasmim
Meu suave palpitar do coração
Hoje é um  deserto meu jardim
Apenas sonho, sonho ou ilusão.
Tu vens até mim,
mas já teu sol não me alumia
Foi-se a Primavera d'algum dia
Mais o sol que a alumiava
Restaran pétalas secas
No coração que a todo o momento
sangrava,
Ao recordar quanto te amava.

Já o sol morreu...
Caminhando segue o coração
pesado.
Já não sei se é meu ou teu
Ou é um sonho sonhado.
Já não sei se sonhei,
ou se é tanto caminho andado.
Olho para trás e não sei,
se foi meu coração que gelou
Ou a  solidão,
que sempre me acompanhou.

19/10/2009
rosafogo
natalia nuno
mudei-lhe apenas o nome

Sem comentários: