Seguidores

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

NINGUÈM VÊ



A vida é um jogo
vazio de emoções.
Dias passados
Palavras desbotadas
Logo...logo...
Surgem contrárias opiniões
Gastas de significado.

Surgem tristezas impensadas
Alegrias?! Desaparecidas!
Gargantas empoeiradas.
Ilusões adiadas.
Promessas esquecidas.

Que é feito de mim?
A Vida tráz-me o quê?
Se em momentos assim
Ninguém vê:
Que me alheei de tudo!
Esqueci tudo ao derredor
Meu Mundo ficou mudo
Estou em declíneo como a tarde
Ao meu redor...
Só a saudade!

rosafogo
natalia nuno

imagem retirada-blog imagens
para decoupage

3 comentários:

manuel marques disse...

"Essa divisória que nos separa do mistério das coisas a que chamamos vida ."

Poema lindíssimo.

Beijo.

Humana disse...

Muito lindo, Natália!

Um beijinho minha amiga. Ana Casanova

PS - Ah... ficam os amigos também! ;D

Natalia Nuno disse...

Me honra receber-vos e receber o vosso apreço, para os meus bons amigos desejo um bom domingo,
e deixo um beijinho.

a amiga
natalia nuno