Seguidores

sábado, 30 de setembro de 2017

passado irrepetível...



na ternura da tarde
trago a mim pedaços de recordações
um vício que me satisfaz
que me preenche o vazio
e me traz a paz
as palavras saltam-me dos lábios
renasce nelas a vida toda
e com intensidade ,os momentos
que não sei esquecer
e me dão alento e vontade de viver

um frio silêncio me aguarda...
nego a solidão, sonho com o vento
nos pinheiros do meu outono
vivo!... não deixo o sonho ao abandono!
no silêncio da noite surda
sinto saudades do tempo perdido,
do calor dos sonhos tão nossos
do amor enlouquecido
do passado irrepetível
que só pode ser recordado
com tanta ternura, alegre como rouxinól
em mim despertado...

chega o oculto regaço da noite
chegam aves de sonho à minha mente
trazendo o aroma da murta e do jasmim
com sua esbelta simplicidade
e cresce em mim d'outros tempos
a saudade...

natália nuno
rosafogo


Sem comentários: