Seguidores

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

do tempo e do sentido...



seu rosto é um vale de sombras
com riachos a marulhar
recorda-lhe a vida que podia ter tido
mas já não faz sentido
nem sequer recordar,
o tempo lento a devora
o peito lhe golpeia
é o ressoar da hora
é o ficar presa na teia,
é a obscuridade
tirando-lhe até o júbilo da saudade
os sonhos, a vida,
despoja-a de tudo, como um eterno inimigo
deixando-a sem porta de saída...

tempo predador, onde não existem sorrisos
e é em vão a vida sem resplendor
tão pouco existem estrelas, nem o azul do céu
e nem ninguém ouve o grito seu,
sente apenas agora aquele cansaço
e a sensibilidade doente
a recordação constante numa lufada quente,
é ave trémula que se agita ao vento
distanciando-se cada vez mais
no firmamento...

o tempo traz-lhe o pavor do desconhecido
cambaleia... em todas as direcções
a sua única ideia é fugir
caminha cada vez mais depressa
uma voz se faz ouvir, não quer porém
nem mais uma palavra de ninguém.

natalia nuno
rosafogo






4 comentários:

Ani Braga disse...

Olá Natalia



Lindo poema...
Gostei muito do seu blog, se quiser e puder, visite o meu também.


Beijos
Ani

www.cristalssp.blogspot.com.br

Natalia Nuno/Rosafogo disse...

Olá Ani, obrigado pela visita, ainda bem que gostou.
Irei ver o seu sim

Beijinho

Beijaflor disse...

Olá Natália!

Está tudo ótimo como de costume. Como sou eu que determino a minha boa disposição, ando sempre bem-disposto. Este tempo de férias é propício a todo o tipo de aventuras...rsrsrs

Não digas mal deste meu norte, pois é muito lindo e verdejante. Mas compreendo as tuas queixas. Cada vez temos mais turistas, e os espaços são sempre os mesmos. É mais que tempo para quem de direito comece a ter em conta esta realidade.

Acredita que tens forças ainda não exploradas. Se as procurares e lhes deres a devida atenção, parte dos teus problemas desaparecem. Já conheci muita gente sem chão, e hoje caminham sobre as mais duras rochas! Nunca duvides que és capaz!

Parte da tua força passa e passará sempre pela tua escrita! E que bela que ela continua a ser! É um privilégio poder ler aquilo que escreves!

Tudo de bom para ti e os teus. E vamos a reagir, sempre!

Beijinhos


Natalia Nuno/Rosafogo disse...

Olá João
Bom saber que estás bem... aproveita bem teu tempo de férias...quem dera voltar a sentir essa emoção de ir de férias quase sempre em Agosto, agora estou todo o ano e às vezes sem saber muito bem o que me apetece, há períodos em que nos sentimos bem viajando, outras ficamos por aqui. Agora só em Novembro vou até Milão visitar família italiana com o meu genro e filha, vai ser bom, os três vamos dez dias e não paramos, embora muitos dos sítios já sejam sobejamente conhecidos, como Veneza, Como etc. O teu Norte é uma maravilha mas gosto mais no outono.Como vês continuo a escrever umas coisinhas de quando em quando, está difícil parar.

Agradeço-te mais uma vez a força!!! beijinho continuação de boa disposição, tudo bom.
beijinho