Seguidores

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

céu da imaginação...




o aguaceiro da madrugada
levou-me ao céu da imaginação
deixei cair o pano da memória
e sem hesitação...
fui de mansinho
à margem do sonho
lá estava a minha história.

voei até lá num tapete voador
à remota infância...
lá estava à janela a mesma flor
as mesmas tábuas do soalho
a mesma brisa matinal
na horta o mesmo espantalho
os mesmos girassóis dobrados
a mesma arvore florescendo,
e os meus passos cansados
eu correndo...correndo.
o mesmo açude...
a mesma água por ele descendo,
e o amor que não se esquece
à terra
que o coração nos aquece.

deixo os chorões caídos de tristeza
num silêncio gelado...
e volto com destreza
deste meu sonho, onde deixei
tudo o que havia amado,
e não se varre da memória
nem da minha lembrança
é parte da minha história
rumores da minha infância.

minha saudade hoje é de alegria
meu sonho, perfumado de poesia...


natalia nuno
rosafogo
imagem da net

8 comentários:

manuel marques Arroz disse...

"minha saudade hoje é de alegria
meu sonho, perfumado de poesia..."

Lindo.

Beijo.

Natalia Nuno disse...

Obrigada Manuel, nossa saudade da terra dos nossos que já partiram e de tudo tão importante que nos ajudou a crescer e a ser gente de verdade.

Beijo e continuação de boa semana.

rosa-branca disse...

Olá Rósinha, são e serão sempre as saudades que despontam belos poemas como este. Adorei. Beijos com carinho

Karinna* disse...

*Tuas poesias são perfumes d'alma encantada que tens! Admiro-te!
BeijoKa*

leonor costa disse...

As recordações da infância acompanham-nos sempre....

Beijinhos

Natalia Nuno disse...

Obrigada Rosinha pela visita, bem hajas.

beijinhos

Natalia Nuno disse...

Minha querida Ka ficaram com toda a certeza mais perfumadas com a tua presença que eu adorei.

Beijinho grande bom fim de semana.

Natalia Nuno disse...

Oi Leonor, bem verdade o que afirmas, e, se não fossem essas lembranças seria sómente um vazio em nós.

Beijinho, fica bem.