Seguidores

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Mulher inteira!




trago saudades de ontens
hoje no peito
e adormeço no passado
num sonho perfeito
acordo e na realidade
não há nada
apenas a sombra da noite
e a saudade
e a aceitação de mais um dia
de existência parada

canto á chuva no meu sonho
todas as horas, são horas
de sonhar
horas de fazer, de decidir
de chorar ou rir
saber de experiência feito
trago saudades de ontens
hoje no peito

as rugas me circundam
os olhos
romantica trago ainda
uma balada
de esperança,
p'lo vento embalada,
o cansaço marca as olheiras
mas o sonho me faz viver
e apesar das canseiras,
eu me sinto,
ainda inteira
Mulher!

há dias em que a alegria
em mim esfuzia
em que me sinto enamorada,
outros, os sinto esboroar
em pequenos nadas,
meu tempo deixa de existir
vou fazendo a travessia
enquanto aguardo o porvir
trago saudades de ontens
hoje no peito.

Mais um dia
imperfeito...!





2 comentários:

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amiga o seu blogue é muito bonito
e como sabe eu gosto imenso da
sua poesia.
Virei sempre que possa.
Minha página no Facebook é
Marques Irene.
Um beijinho
Irene

Natalia Nuno disse...

Hoje tive um dia excepcional, pois meu blog foi visitado por 71 leitores, fiquei feliz.
Quero agradecer Irene, o carinho de ter-me deixado suas palavras de apreço, eu também visito seu blog pois o acho sempre muito interessante com belas postagens.

Quando achar por bem pode colocar poemas meus que eu vou sentir-me orgulhosa.Bem haja amiga, beijinho