Seguidores

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

sei o que quero dizer...




palavras hesitantes
versos mal feitos
mãos sem entusiasmo
sempre a piorar,
agonia nestes instantes
o coração a querer tudo
impedindo-me de rir ou de chorar,
tudo acha justo e injusto,
o pensamento parado
e o tempo, sem parar...

além rio vejo a colina
e um carvalho centenário
relembro o tempo de menina
e viro a página ao calendário

o tempo é escasso
não quero acelerar o passo,
sei o que quero dizer,
mas não digo
para não enlouquecer,
pela tarde houve sol
agora surgiu o vento,
acalmei meu pensamento
e a desordem do coração,
trago na mão
o peso da hora...
a terra que amolece,
a noite que enlanguesce,
meus sonhos em fiapos e,
as esperanças em farrapos,

a um verão curto
um outono prolongado,
um mar agitado,
estrada escorregadia,
ah!...mas aguardo com ânsia
por um novo dia.

os pássaros entoam hinos de vida
e eu sou de novo riso e canto
extasiada olhando as águas
embevecida
com o encanto
embriagador
desta manhã de seda pura
onde o tempo me faz promessa
de amor,
neste dia que começa...

rosafogo
natalia nuno
imagem da net

S. Pedro do Sul 26/9/2012

2 comentários:

manuel marques Arroz disse...

Cada dia é um novo dia,á que o viver com esperança e determinação.

Beijo

Natalia Nuno disse...

Assim é Manuel, sem dúvida que mais um dia é sempre uma ventura, poder olhar o colorido da natureza, fruir de tanta beleza...

Grata amigo, beijinho, boa semana