Seguidores

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

AMAR É


























Amar é voar sem asa ter
Amar é do pranto o sal
Amar é sede e desejo,
dum beijo matinal.

É a essência do ser
É o silêncio e o canto
Deixar-se nos braços adormecer
Estar receptiva ao espanto
É colher um outro olhar
É este... o encanto de amar!
Amar é deixar arder
o coração
Acordar o corpo levá-lo
até ao último êxtase
à ultima sensação.

Amar é fazer da vida
jardim de delícias
É deixar-se enredar numa teia
de carícias.
Amar é sentir dos beijos o perfume
é deixar-se morrer sem um queixume.
Amar é do mesmo cálice beber
Amar ...é deixar-se colher.

Amar é firme delírio
é loucura
é festa do coração
é ternura, é doçura
é da vida reconciliação
do amor exaltação.
Morrer no sonho inebriado
esperança de carinho
de amar e ser amado.

rosafogo
natalia nuno

poema de 2002 (out.)
imagem da net







1 comentário:

PÈTALA disse...

Olá Natália

O amor é, sublime no seu canto
Está aqui muito bem retratado
Desde que a vida, dele faça encanto
E nunca morra, por não ser amado!

Beijo

Pétala