Seguidores

sábado, 28 de julho de 2012

o tempo é lei...


A vida passa de mansinho
que nem sei!
Se ela passa ou eu por ela,
não sei nem adivinho.
Por dentro da minha janela
onde a luz é nebulosa,
aguardo silenciosa,
pois a luz sempre volta
ao meu pensamento à solta.

O vento sacode as folhas rejeitadas,
resta-me a força do querer.
No fundo dos olhos lágrimas afogadas
deixam a solidão antever.

No espelho velho,
na moldura roída,
a viagem de tantos anos,
meses passados,
a vida caída,
e os traços vincados.
O tempo mostrando os danos.

E a vida passa que nem sei,
marcando fortemente a viagem.
O tempo é lei!

E eu sou Mulher coragem!


Gerês 21/07/2012

1 comentário:

PÈTALA disse...

Olá Natália

As leis ditadas pelo tempo
Nada nem ninguém as detém
Tem de se fruir cada momento
De tudo de belo, que contem!

Beijo

Pétala