Seguidores

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

PRISIONEIRA DO AMOR.

Vintage postcards

Vou revelar-te o meu amor
E transportar.te de esperança ao céu
Faço deslizar o tempo a favor
Esqueço este ressentimento meu
Tenho meu plano no coração
Lanço-me doidamente nos teus braços
Faço deste amor uma prisão
E se fugires, sigo-te os passos.

Hoje não me deste sinal de vida
E assim o dia passou
E nada, sempre nada...
Meu rosto é uma noite mal dormida
Enquanto o reflexo da lua chegou.
Minha cabeça desnorteada...
O sol da tarde já se extinguiu
E o nosso amor quem o viu?
Podia dizer-te tantas coisas ao coração
Falar-te da solidez deste amor
Companheiro vivo da minha solidão
Sombria, como o desfolhar duma flor.

Já da noite se sente a frialdade
Vem até mim uma fraca voz
Será a voz da saudade?
Quando se espera, se desespera
e o tempo é eternidade
para nós.

natalia nuno
rosafogo
imagem do blog imagens para decoupage

Sem comentários: