Seguidores

terça-feira, 15 de novembro de 2011

É JÁ ÍDA SEM VOLTA...



O coração anda no sonho iludido
Num vôo alegre, como ave
madrugadora por sobre a seara.
Acaba o sonho surge a ferida
que não sara.

O coração é imprudente
Mais do que suponho!
Não há nada que não invente!
Corre atrás do sonho.

Ninguém pergunte seu destino
Nem qual a razão
deste insensato desatino.
Vive ancorado na ilusão
esquece a dor,
o desalento e o temor
e vive choroso, ou com alegria.
Bate apressadamente durante o dia
E compassadamente ao anoitecer
É já ída sem volta...

- Como combóio que parte
Um lenço na estação a acenar.
Os olhos abertos para o fim aceitar.
Tempo vencido,
Aridez das horas vazias
Coração destemido
Vivendo ainda de utopias.
Á espreita para libertar minha solidão,
nega-se á rendição.
Alheio ao passar da hora
Se julga o menino de outrora.

rosafogo
natalia nuno
imagem retirada do blog imagens para decoupage.

Sem comentários: