Seguidores

domingo, 4 de setembro de 2011

LEMBRAR A CRIANÇA



Teu rosto renasce de repente
Rindo das lembranças que trazes
na mente.
Esquece tudo o mais,
és uma criança entre as demais.
Criança crescida,
tenta aceitar a vida.
Em teu rosto uma flor
Hoje?
Ah...hoje não queres nem saber da dor.
És filha das campinas e do vento
As palavras em ti correm
como juramento.
Trazes hoje contigo só solidão,
e a palavra já tão dita, saudade
no coração.
Que escuridão...é essa?
Porquê tamanha desdita?
Lírios rompem nos teus
olhos tristes
A noite chegou e nem a viste.
A vida tudo perfaz
Mais um dia caíu, tanto te faz!
Teu rosto caído,
olhar condoído
Criança perdida coberta de cansaço
sem sol...só solidão!
Vão-se os sonhos, os dias vão!
Tão gasto teu passo.
E a brisa da infância ao longe
rindo de ti!
Mas  abri-te os braços,
E chegou-me o cheiro a rosmaninho
Na saudade me perdi
Mas nela hoje me aninho.

Continuas criança desprevenida.
Com sonhos...sonhos e ilusão!

natalia nuno
rosafogo

imagem do blog...imagens para decoupage








Sem comentários: