Seguidores

segunda-feira, 28 de março de 2011

AQUI ME DEIXO SONHANDO



Vi nascer a madrugada
Já a noite me fugia
Minha vontade quase nada
Para enfrentar novo dia.
Esperei...desesperei
Meu corpo guadava doçuras
Meus olhos cansados
De imaginar-te às escuras.
Meus lábios calados
Sorrindo para ti
Lembrando beijos roubados
Feitiço em que me perdi.

Na noite de breu
Uma estrela riscou o céu
Trouxe-me um recado,
com gosto ri...ri...ri
Uma carta!Lembranças de ti.

Um bem querer eu sinto
Caiu a sombra da amargura
Pressinto!
Que todo este sonho é loucura.

Mando-te outra carta
Que te a leva o vento
Já a Vida me farta
Traz-me esquecimento.

Na poeira do tempo
De lamento em lamento
Pela estrada longa
É o sonho que a Vida prolonga.
Sonhando é estar diluída numa bebedeira
Dormitando nesta velha cadeira.
Já nasceu a madrugada
E eu no meu horizonte fechada.

rosafogo
natalia nuno

2 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre um poema que me diz tanto...como sempre um lamento num poema lindo.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Natalia Nuno disse...

Obrigada amiga, é um orgulho a tua visita,
és linda e eu gosto da tua amizade.

Beijinhos muitos.