Seguidores

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

QUERIA TANTO!














QUERIA TANTO!

Queria tanto
Mergulhar em noites de sono
Mas este rosário de desencanto
Me leva de raspão ao abandono.
E bocejo, nas horas e nos minutos
Inútil truque que não adianta!
Vão se as noites e não colho frutos
Nem sonho e o cansaço me ataranta.

Queria tanto
Embriagar-me em plenitude
Ignorar a morte, e entretanto
Afastá-la «fique ela longe de ideias não mude».

Queria tanto
Neste meu sonho irreal
Cobrir-me de branco manto
E voar em espaço astral.

Mas em desconsolo descubro
Que de tanto eu querer, com tanta
tenacidade
De mais tristeza me cubro
Neste tempo a acontecer
Onde já me perco na idade

rosafogo
natalia nuno


Sem comentários: