Seguidores

segunda-feira, 5 de julho de 2010

MEUS OLHOS BAILAM















MEUS OLHOS BAILAM

Meus olhos bailam com a beleza de pequeninos pés
Bailam sobre saudades floridas, com ligeireza
E minha poesia borboloteia de lés a lés
E é singela flor do campo, mas tem beleza.
Arranca arrepios deste corpo esquecido
Dona das minhas esperanças, decifra meus segredos
Ateia meu olhar quando anda perdido.
E deixa a saudade escarpar-se por entre os dedos.

Quem nunca sonhou?
Quem nunca desejou?
Minha existência se consome rápidamente
Cada segundo é parcela que se esvai
Pinto meus anseios numa tela lentamente.
E olho a lua sobranceira que do meu céu não sai.
É progressivo meu esquecimento
Às vezes minha solidão aumenta
E as palavras que entoo são recordação e tormento
Quando quero lembrar e a memória não assenta.

Se grito, responde-me apenas o eco
Sinto nos ouvidos a toada
Chego ao cimo do monte, trago meu coração seco.
E uma asa cortada.
E na outra, o sonho a esvaziar!
E minhas horas passam sem as puder parar.
Resta um fio de esperança, qual flôr recém aberta,
por gota de orvalho matutina
O tempo não perdoa e eu fico alerta
Mas é Deus quem meu tempo destina.


natalia nuno
rosafogo

6 comentários:

Dulce disse...

Natália que lindo poema...

"Mas é Deus quem meu tempo destina"
É verdade! Só Ele nos conhece e toma conta de nós.
Beijinho

Amor feito Poesia disse...

"O correr das águas,
a passagem das nuvens,
o brincar das crianças,
o sangue nas veias.
Esta é a música de Deus."


Hermann Hesse


Feliz dia com poesia e beijos meus!

FlorAlpina disse...

Olá Natália,

"...Resta um fio de esperança, qual flôr recém aberta,
por gota de orvalho matutina..."

Ainda há esperança...

Bjs dos Alpes

Natalia Nuno disse...

Para todas as amigas cujo carinho recebo de peito aberto, deixo o meu agradecimento.

beijinhos, fico feliz por terem gostado.
natalia

Sentidamente disse...

Olá Natália!
Peço desculpa pelo meu silêncio. Venho sempre lê-la. Sabe que gosto do que escreve. Contudo não me tenho detido. Ando atarefada e com pouco tempo para as andanças virtuais. Andei em formação e agora, tenho compromissos de escrita para cumprir e não o consigo fazer. Hoje fiz uma paragem mais longa nesta janela onde deixa um pouco de si em belas palavras. Sei que andou a passear pela Chuina. No regresso, ei-la cheia de inspiração. Nada a detém e a torrente não pára, na produção de belos poemas. Vem a propósito dizer-lhe que no próximo dia 15, Quinta Feira, há poesia na Rodrigues Sampaio. Apareça.
Um beijinho saudoso.

Natalia Nuno disse...

Obrigado Mª de Jesus pela visita, eu comprendo, se compreendo o tempo parece que nos foge.
Vou tentar ir, pois já tenho saudades desses bocadinhos de partilha.

beijinho também para si.
natalia