Seguidores

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

a lembrança em mim...




a lembrança é um caminho de mansidão
um abrigo dócil na minha mente
é trazer o passado no coração
e de repente...
um lume aceso que me aquece
por instante, mesmo dele distante.
momentos que voltam, para logo fugir
lembrar é algo com sentido,
- é sentir,
é trazer de amor o coração vestido.

lembrar os verdes esvaídos da beira rio
lugar de encontro, de ficar em silêncio
hoje sinto- lhe meu próprio vazio
à infância rumei,
desço a ladeira que antes pisei
e ali me retenho...por mim!
para matar esta sede da saudade sem fim.

apaziguo- me com o tempo que me censura
deixo por lá minha alma
abraço o rio, só ele me acalma
comove-se o salgueiro, despeço-me com ternura
lembranças, molho de açucenas  com aroma
a saudade...caules de aloés,
chão tão meu, onde descalça descanso os pés,
enquanto pássaros cantam na margem do verão,
açoita o inverno o meu coração...

natália nuno
rosafogo


2 comentários:

Gracita disse...

Uma delícia viajar nestas doces lembranças tão cheias de encanto
Beijinho com ternura minha amiga

Natalia Nuno/Rosafogo disse...

Obrigada Gracita, bom encontrar palavras tuas, desejp-te óptimo fim de semana
um grande beijinho