Seguidores

quinta-feira, 1 de junho de 2017

ausência...



puxa-me ao teu peito
e aperta-me até fazer doer
a tua ausência deixou uma ferida aberta
e a minha espera permanece
assola-me o frio na noite deserta
aperta-me contra o peito, faz-me esquecer
que a dor também se esquece!

assedia-me a tristeza, abre-se a noite silenciosa
e, nela ecos que nos unem, ressoam na mente,
sinto-os docemente, como um vento
a querer abrir-me a boca
e como louca, aceito o beijo num beber doce
como se de verdade fosse...

- mas, sei que me engano
e cai uma lágrima em busca dum rosto,
que já foi luar,
irrompe dos meus olhos como um mar,
em sonhos, sinto ainda a recordação
do tempo que trazia aos nossos dias odor a jasmim,
lembro o teu corpo de desejo,
agora... de ausência em mim...

natalia nuno
rosafogo




6 comentários:

Paulo Knop disse...

Lindo.

Natalia Nuno/Rosafogo disse...

Obrigada amigo, contente com teu apreço e visita.

bom fim de semana, meu abraço

Maria Rodrigues disse...

As ausências dilaceram o coração e apertam a alma.
Nostálgico e belo poema
Bom domingo
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Beijaflor disse...


Olá Natália

Mais um poema que por mais voltas que lhe dê, nunca deixo de sentir a beleza e a força que o criou! A poesia envolve sempre formas de libertação. Ela voa e se expande nas asas do vento! Este poema é a pura demonstração disso mesmo!

Tudo de bom para ti e os teus.

Beijos.

Natalia Nuno/Rosafogo disse...

Obrigada Maria, só hoje agradeço as tuas palavras de apreço, porque tenho andado fora, e ainda estou em Andorra, onde só hoje consegui net...fica aqui o meu beijinho de agradecimento para ti.

Natalia Nuno/Rosafogo disse...

Olá João

Ando fugida, abalei dia 3 e não tenho net, só hoje consegui, como sabes adoro passear, desta vez vim a Lourdes pela vigésima vez pois adoro, mas não vim cumprir promessa, vim sim ver um neto que está a estagiar num Hotel, e já vou a caminho de novo... agradeço a tua leitura e fico sempre contente com teu apreço e a forma bonita como te expressas acerca da minha singela escrita.
Deixo um beijinho com muita amizade até breve.