Seguidores

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

assim te quero...



assim te quero...apesar da proximidade, morro de saudade...
um sol pequenino desprende-se do teu olhar e vem aquecer a sombra outonal do meu peito,
e num abraço, um delírio percorre a nossa pele,
neste sentimento firme só nós o silêncio e o desejo sedento de mel...
nada se desperdiça deste amor que fala a nossa língua,
que traz o cheiro dos nossos corpos,
a ternura dos nossas mãos,
os sonhos e afagos, num perpétuo suceder....
que dá sentido ao viver!

natalia nuno


2 comentários:

PÈTALA disse...

Olá Natália!

Teus poemas de sonhar
Como só tu o sabes fazer
Neles nos pondo a voar
Não havendo anoitecer!

Bem-haja a essência que transformou a Natália em ROSA FOGO! Onde o talento é um verdadeiro fogo-de-artifício!

Beijos

Natalia Canais Nuno disse...

Ah meu querido amigo, a chuva já me vai roubando o sol, é certo que estamos de passagem e o caminho é muito curto, quem me dera ser rosafogo ainda jovem e tanto que teria para escrever, agora já me sinto quase sem canto e nem memória...
ainda assim, vou escrevendo com ardor, porque é bom receber palavras de estímulo como as tuas que muito agradeço.

Tudo bom João um beijinho