Seguidores

segunda-feira, 9 de maio de 2016

palavras que florescem...



palavras são pombas que voam sem medo
têm asas que rompem o silêncio
palavras de amor e ternura,
que te digo ao ouvido bem cedo
perfeitas, sabendo-as eu de cor
são como beijos, como frutos sumarentos
sementes de desejos e amor que semeio em mim
e que florescem como flores no jardim
e se a saudade traz a tristeza presa
ficam as palavras sombrias
lá se vão os alicerces de esperança
voam os dias, pois pouco já me resta
vai longa a vida na velhice nos lança

meus olhos tombam sobre os teus
e o que dizem são palavras paridas
de ternura, são lírios a lembrar a desventura
do nosso tempo a terminar...
a ti, entrego-te as últimas as verdadeiras
palavras de mágoa, infinitamente tristes
como se fossem as primeiras,
que eu não consigo calar

em meus ouvidos cresce a surdez desolada
fica a vida enlutada. surgem feridas abertas
e já todas as palavras ressoam incertas
como inventar os sonhos e escutar a alegria?
na alma uma espécie de resignação
fica o silêncio a cercar-me a memória
e as palavras que não me abandonam
na solidão...


natalia nuno
rosafogo





Sem comentários: