Seguidores

sábado, 7 de novembro de 2015

etérea saudade...



Já vejo neve rodeando
 o teu rosto
deu-te a  vida algum desgosto
ou é do peso da idade,
da etérea dor da saudade.
caminhamos de mãos dadas
entristecia quando tu  choravas,
o teu silêncio era silêncio em mim
hoje, teu sorriso partiu
a tua imagem já na minha memória se diluiu
mas une-nos ainda aquele abraço
e é na solidão tranquila
que ainda sigo o teu passo
e o teu olhar é estrela que no meu cintila.

quem rasgou nosso rosto,
quem nos deixou neste outono magoado?
nosso olhar cansado...
sol posto, ouro a derreter
coração sobressaltado
mas enorme é a força de viver.

se o coração não morreu!?
os sonhos também não!
és esplendor que ressurge no meu peito
um grito de furor contra o tempo
ouço a tua voz que se agiganta e me diz
deixa este pranto abrasado de palavras
e sê feliz....


natalia nuno
rosafogo


Sem comentários: