Seguidores

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

poema na noite....



O negro da noite instala-se
enquanto um vazio se vai aproximando
já não consigo suster meu alento
e o tempo devorando, vertendo cinzento
sobre a memória...

encheu-se a minha mente de lembranças
como flechas contra a escuridão
e nasce um poema incorrupto
vai crescendo p'la minha mão

vou sonhando em cada linha
sonho o teu abraço abrupto
ouço o teu passo que se encaminha
e deixa pegada nos meus versos.

e nas linhas que escolho, as palavras que amo
é por ti amor que as escrevo
ao ritmo do mar em rebentação,
onde não falta uma brisa d' amor
que brota e canta do  meu arrebatado
coração...

natalia nuno
rosafogo





Sem comentários: