Seguidores

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

O choupo da curva do rio



O choupo esguio
me enternece ao lembrar,
à beira rio,
espelhando a sombra verde
nas águas,
lembrando o passado
das gentes e suas mágoas...
está agora mais só,
ouvindo o moinho e sua mó.

paisagem da minha lembrança
vejo-me ao longe e espero
ver-me ainda quando criança
como é bom sentir-me perto,
neste sonho onde tudo dá certo.

e o choupo lá continua...
ao sabor da ventania,
esperando por mim
e pela lua,
que virá ao morrer do dia.
na suave curva do rio
no embalamento do vento
este choupo que me viu
desde o dia do nascimento
ainda na paisagem realça
 e ao meu sonho se enlaça.

natalia nuno
rosafogo
imag-net




Sem comentários: