Seguidores

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

PASSARAM OS ANOS



Passaram os anos, lentos e velozes
Tantos! Repetidos...de sonhos ermos,
são agora fumegantes de Outono.
Transbordando em nostalgia,

Nostalgia de os perdermos!

Já só os contempla o sono
E a desesperança... de tanto esperar,
Até que tudo caia no esquecimento.
Até crescer o frio, as sombras, o nada,
o corpo ficar sedento...
Até a voz se calar.

Acabou-se a frescura da manhã
Quando o dia abria rouxinóis em mim
E me despertavam para a vida sã
Para a alegria e liberdade
Assim...
Hoje tudo passou, resta a saudade.
Sou uma rosa aberta na noite sem fim.
Uma sombra com aroma de vida
Trago a saudade no meu corpo florida.
Apenas interrompida,
quando me afunda a névoa ou o vento
e a memória me deixa no esquecimento.

rosafogo
natalia nuno
imagem do blog-para decoupage

Sem comentários: