Seguidores

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

SÓMENTE SONHO














SÓMENTE SONHO

Imagens do passado já imprecisas
Como a luz que empalidece minha parede
Tempo meu, minha vida também ela indecisa
Resplandecente, real a luz da lua
Lambendo a nostalgia,  minha e sua
Água dos sonhos da minha sede.

Estilhaça o coração o tempo finda?!
É um galopar de saudade
Virá outro dia e a vinda
Será uma pesada continuidade.
Virá um vento sem razão
Que me trará de novo a saudade.
O cheiro da terra,  a verdade.

É nesta hora que fico menina, traquina
Esquecida da VIDA, como criança sonho!
Canso o sol, de o olhar a repousar na colina
Parte, e me parte o coração deixa o olhar tristonho.

Desarmada pelo tempo, já perco meu pé
Mas reforço a minha fé.

No ventre trago a força e o querer,
que é o leme e as asas, com que rumo
E mesmo que não haja nada a acontecer
Remo e vôo à  infância, da realidade sumo.

A vida já não me traz rumores
Nela  não acontece nada!
Tantos sonhos e velhos amores
E eu menina já tão desasada.

rosafogo
natalia

Sonhar é fácil.

2 comentários:

Runa disse...

Enquanto voamos à infância, iludindo a realidade, o tempo não nos pode apanhar, porque viajamos em sentido contrário...

Grande beijo

Runa

Natalia Nuno disse...

Bem certo amigo, por isso me desloco lá amiúde, é por lá que sonho e sou feliz.
Grata Runa,beijinho

da natalia