Seguidores

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

NÃO CONFUNDAM COM TRISTEZA














Tenho a alma perfumada
com a fragrância da nostalgia
Mora em mim esta saudade
uma jarra de liberdade
com flores de fantasia

Não confundam com tristeza
memórias de outros tempos
São todo o meu relicário
um mundo de sentimentos


Não posso mandar para canto
amores, lágimas e pranto
felicidade e resquícios de alegria
nem vivo no desencanto
apenas trago no peito
memórias de outros dias

poema de Nanda Esteves, que de gostar tanto
o trouxe para o ORVALHOS.Obrigada Nanda
me revejo inteiramente nele.









Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=163186&sms_ss=facebook&at_xt=4cf2e8a9161856dc%2C0#ixzz16hD4nrJD

Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

2 comentários:

Runa disse...

Sem dúvida um belo e inspirado poema da Nanda. Como não tenho ido ao Luso, tenho perdido estes bons momentos...

Beijos para ti, e para a Nanda também.

Nanda disse...

Natália,
Amiga, sabes que este poema foi escrito para ti, com toda a minha amizade e carinho.
Beijinhos e Boa Páscoa.
Nanda