Seguidores

sábado, 31 de janeiro de 2015

reflectindo...pequena prosa

















às vezes fico numa espécie de quietude a reflectir sobre as minhas interrogações, procurando tranquilidade de espírito e libertando-me de certas angústias e vou descobrindo força necessária e energia tamanha para prosseguir o dia a dia levando a vida amenizada, embora sentindo as consequências do caminho andado, no caminho há muros que desabam e outros que se se vão reconstruindo, por instinto vamos superando quase tudo, já fomos jovens apressados, agora sabemos que o passo é mais apertado, porém eu gosto de me desafiar de me multiplicar naquilo que faço, sinto o fogo da energia para amar, viajar, e assim me recuso envelhecer, quero prosseguir viagem subindo o mais agradável possível, quero olhar o sol de frente como fazia em criança, quero ficar em silêncio na natureza quando me apetecer, redobrar os momentos felizes... e ainda que a estrada seja poeirenta e me sujeite a rudes provas, ainda assim, caminharei procurando o meu pedaço de céu e encorajarei as palavras, as mais simples  a fugirem-me dos lábios, directas às minhas mãos que as deixarão felizes assumindo a sua importância...

natalia nuno
rosafogo

4 comentários:

Celina Vasques disse...

Belíssima Prosa Poética querida amiga poeta!
Te aplaudo!

PÈTALA disse...

Olá Natália

Não me poderias dar alegria maior ao ler esta tua reflexão. É assim que devemos encarar a vida. Nunca nos darmos por vencidos sejam quais forem as vicissitudes ou os obstáculos! Esta convicção levar-te-á sempre a voar mais longe, mais alto!

Nunca percas a força desta reflexão. E que venham muitas mais, e sempre na mesma direção!

Tudo de bom para ti e os teus.

Beijos

João

Natalia Nuno disse...

Olá amiga grata pela tua visita, bem hajas...tudo bom para ti

beijinho grande.

Natalia Nuno disse...

Olá João

Que bom encontrar palavras tuas, faz uns dias que não tenho aqui vindo, dado ter estado na aldeia e lá a internet ter que ser controlada e não dar para estar muito tempo. Esta prosa escrevi faz algum tempo e coloquei para não a perder ou deixá-la em rascunho. Mas é como dizes temos mesmo que encarar o dia a dia e ir vencendo. Voar já não é fácil, é bom para os jovens, os corajosos e cujo destemor os leva mais longe, mas enquanto pelo menos fôr tendo um pouco de inspiração e os pulsos me deixarem irei escrevendo. Fico orgulhosa da tua presença...fico muito grata

beijinho João bom fim de semana tudo bom para ti também, obrigada.