Seguidores

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

o outono da vida...


paisagem de folhas caídas
grito dum outono sem sentido
negadas promessas...esquecidas,
inúteis, como meus pensamentos
dia a dia repetidos entre
ais e gemidos, em silêncio ajoelhados
por entre muralhas algemados.
outono que se despede com um abraço
folhas mortas pelo chão e com
sonhos no mais profundo do coração

paisagem de folhas despida
caídas dos velhos choupais, tal qual
meus ais, lembra minha face ressequida
meu caminho e nada mais...

paisagem de folhas mortas e frias
rumando ao sabor das ventanias
no jardim que meus sonhos inventam
onde corações se amam e se complementam
outono amargura dum tempo
envenenado, dum esperar desesperado
lembrança sombra duma vida inteira,
janela duma casa velha
onde a luz já não entra
a boca arrefece e o coração esventra.

natalia nuno
rosafogo

Sem comentários: