Seguidores

terça-feira, 29 de maio de 2012














DO POETA «PÉTALA», MEU AMIGO
DEIXO AS BELAS TROVAS

Olá Natália

Teus desencantos, são cantos
Onde correm tempos vividos
São orvalhadas de espantos
Dos amores neles nascidos.

Esta dor que te tortura
Arrasa e rasga o Coração
É composto de amargura
Mistos de amor e Paixão.

Coração banhado a prata
Por dentro miolo de ouro
Em que a saudade maltrata
Mas não desfaz o tesouro!

Beijo
29 de Maio de 2012 06:05
A minha gratidão por tão generoso comentário.


Sem comentários: