Seguidores

quarta-feira, 1 de julho de 2015

A verdade...a verdade é que



A verdade...a verdade é que
resta um raio de esperança a luzir
no meu mundo da imaginação
deixo-me ir, não obstante o aviso
da razão...
impele-me o pensamento
a afagar o coração,
a trazê-lo em harmonia
a embelezar a vida poetizando
dia a dia
como uma tábua de salvação
a que me agarro
logo com a desmemória esbarro
sinto-me perdida,
ofuscam-se as lembranças
já é longa a vida!

A verdade...a verdade é que
brilha uma estrelinha no firmamento
assim meu pensamento não escureceu
de todo, a força de amar não desapareceu,
vejo-me entre a noite e o dia
o escuro e a claridade
e no meio da minha alegria de viver
surge como ventura a saudade...

A saudade...a verdade é que
este sentimento me domina, é amor
a que me entrego sem resistência,
com veemência e paixão
é fogo que me anima
a não cair na solidão.

natalia nuno
rosafogo






1 comentário:

PÈTALA disse...

Olá Natália

A verdade é que teus poemas continuam a prender o leitor do início ao fim. E sempre com uma beleza muito própria! A tua marca!

Quanto á vida é assim mesmo. Mas está em cada um de nós fazer com que ela seja esplendorosa a cada dia que passa. Não é fácil? Mas o que é fácil nesta vida amiga? O lema terá de ser sempre: Eu quero, eu posso, eu consigo! Nunca devemos fazer nada por menos! Desistir? JAMAIS!

Beijos com muito carinho