Seguidores

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

e assim a vida corre...



um dia não estarei
não sofras p'la minha ausência
ficarei esperando-te
como na adolescência,
quando as amendoeiras florirem
havemos de matar o tempo ,já
que nasci para querer-te
trago sol no olhar só por ver-te,
vou entrançando nas palavras
o meu amor por ti.

foi intensa a primavera
passou num sorriso, adormeceu,
agora a nostalgia do outono,
a espera...
o silêncio e a ternura,
ainda um deslumbrado amor
aceso o sonho entre nós
que não morre...

e assim a vida corre.

natalia nuno
rosafogo


Sem comentários: