Seguidores

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

desafio o silêncio...





nenhum rumor na casa quieta
até o relógio parou
o gato ronrona no borralho
e a chuva  amainou,
receio que este silêncio
me traga abatimento,
coisas que me doem,
algum desalento,
como as fagulhas da lareira
prestes a apagarem-se.

entrego-me à melancolia
são felizes estas horas?
Infelizes?
Sempre a mesma indagação
dia após dia
mas o coração
não se apavora,
arranca o desespero
e o rítmo parece restabelecido
e eu encaro o silêncio
e o desafio nele contido.

natalia nuno
rosafogo
imagem da net

2 comentários:

manuel marques Arroz disse...

"A palavra é tempo, o silêncio é eternidade."

Beijo.

Natalia Nuno disse...

o tempo diminui-nos as defesas, mas com coragem enfrenta-se os desafios.

Grata Manuel, me orgulha tua visita.

Beijo.