Seguidores

domingo, 21 de novembro de 2010

APENAS LEMBRANÇA!

















APENAS LEMBRANÇA!

Sabia que mais cedo ou mais tarde
Na solidão dos dias futuros
Haveria de soltar suspiros de saudade
Acendendo na memória, pedaços já escuros.
Nas horas de lassidão
Deixo-me esquecida do presente
Relembro imagens distantes
Esqueço do tempo os estragos
Fico ausente!
Na poeira do pensamento,
na leveza dos instantes
Deixo meus fantasmas amargos.

Do meio do nada
Surge a recordação em mim derramada.
Cada lembrança me traz o sorriso à boca
Cada palavra escrita é linguagem de criança
Lançada ao acaso, coisa pouca!
Apenas lembrança!

E as palavras ganham asas, são esperança
E me sinto eternamente viva.
A recordar...
As minhas raízes a que já não me posso agarrar
Mas às quais me sinto cativa.

natalia nuno
rosafogo

7 comentários:

FlorAlpina disse...

Olá Natália,
Suspiros de saudade...
Nas palavras que ganham asas!
Sempre belas as suas palavras!

Bjs dos Alpes

Natalia Nuno disse...

Obrigada Florzinha pela visita e pelo apreço,
gostáste, fico contente.
Um beijo

natalia nuno

Sonhadora disse...

Minha querida

Agarramos a saudade .as recordações que vivem em nós.
Como sempre adorei o teu poema, revejo-me nele-

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Runa disse...

A força das recordações é o elo que nos mantém ligados ao passado... enquanto o futuro não chega.

Grande beijo

Runa
http://seguindooescoardotempo.blogspot.com/

Natalia Nuno disse...

Oi amiga sempre a saudade no voo das nossas horas.
Beijinho grande e obrigada.

natalia

Natalia Nuno disse...

Olá Runa, como me descobriste aqui amigo?
Mas olha fiquei feliz com tua visita, és um dos poetas que eu admiro e por tal a tua visita me enche de alegria.

Obrigado, um beijinho da amiga
natalia

Runa disse...

O mundo é pequeno, amiga...

Grande beijo

Runa
http://seguindooescoardotempo.blogspot.com/